Receba minhas dicas no seu e-mail!
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • Snapchat - White Circle

Desenvolvido por

Fast Fashion e Slow Fashion – Precisamos falar sobre moda

22/08/2018

 

 

Muito se fala no fast fashion e no slow fashion nos últimos tempos, não é mesmo?

Obviamente a diferença entre eles fica praticamente óbvia pelo próprio nome e é sobre isso que vamos falar hoje!

 

De forma resumida, antes dos anos de 1900, a moda de qualidade era artigo de luxo e extremamente cara, já que dependia de costureiras que faziam a mão, peça por peça. Com o passar dos anos surgiu a máquina de costura, que facilitou o acesso da população à moda pronta, como essa que conhecemos hoje em lojas de departamento, mas com uma qualidade ainda muito precária.

 

O tempo foi passando e o acesso foi aumentando. Com algumas mudanças que aconteceram na indústria têxtil na década de 70, as empresas resolveram começar a levar suas fábricas para a Ásia, onde o valor saia muito mais em conta e, assim, vender mais barato e em maior quantidade. Foi nesta década que surgiu o conceito de moda sazonal como primavera/verão e Outono/inverno.

 

Já nos anos 90, a indústria da moda começa a tomar um novo rumo, as empresas grandes e globais começam a entrar nos mercados locais e acabar com as pequenas lojas e boutiques com seus altos investimentos em comunicação. Os consumidores estavam querendo comprar e a o antigo formato de 4 meses entre concepção, produção e venda, era perda de tempo, passando então a ser, em algumas empresas, semanal.

 

Então até aqui entendemos uma timeline da moda e como chegamos no que estamos hoje.

 

Como vivemos em um mundo desenfreado, muito veloz e que deixa marcas extremamente impactantes no planeta e no meio ambiente. Só uma curiosidade: para ter tanta roupa assim surgindo, é preciso ter muita matéria prima. Muitas dessas matérias primas são naturais, como o algodão. Mas para que tenha mais algodão em menos tempo, os agricultores precisam jogar mais pesticidas, fazendo com que a terra fique ainda mais “doente”.

 

Com tudo isso, algumas vertentes da moda e ativistas começaram a se questionar a necessidade de tudo isso. Será que realmente precisamos de tudo que compramos? O movimento slow fashion sugere que a gente compre apenas o que a gente realmente precisa, isso faz bem pro seu bolso e também pro planeta.

 

A partir de agora vou começar a trazer mais desses temas aqui no blog e espero que vocês gostem! É nosso dever fazer do mundo um lugar melhor, mas não precisamos perder o estilo, não é mesmo?

 

Beijos da Jujú.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

SOBRE MIM

Bem-vindos ao meu Blog! :)

1/1
Please reload

CATEGORIAS

Please reload

ÚLTIMOS POSTS

Please reload

AGENDAR CONSULTORIA

Deixe seu telefone para eu te ligar

INSTAGRAM