Receba minhas dicas no seu e-mail!
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • Snapchat - White Circle

Desenvolvido por

São Paulo Fashion Week Nº 45

02/05/2018

Nesta última semana aconteceu o maior evento de moda do Brasil, o São Paulo Fashion Week N.45.  Na maioria de suas edições, o evento traz também uma exposição que contempla o universo fashion, desta vez, a Pow! Explosão Criativa, tomou conta do subsolo do Pavilhão das Culturas Brasileiras com peças e imagens icônicas de Conrado Segreto, o fundador da SPFW.

 

 E eu pude participar de perto de alguns desses desfiles e conto aqui pra vocês o que eu mais gostei. Vem comigo!

 

Abrindo a semana, tivemos o desfile da Água de Coco, que teve a participação da Top Model Carol Tretini. O tema foi a Floresta Amazônica, então tinha muita folhagem, preto, o branco, o mostarda o verde militar e o nude. As peças traziam muito babado e deixava muito claro a ideia do artesanal em cada uma delas. Quem finalizou o desfile foi nada menos que a Anitta cantando Gonzaguinha. Foi tudo incrível!

 

Logo na sequência, quem tomou as passarelas foi o Projeto Ponto Firme, com direção criativa de Gustavo Silvestre e styling de Erika Palomino. O mais legal desse projeto é que o Gustavo ensina voluntariamente o crochê em um presídio e desse projeto surgiu a ideia da participação no SPFW. A coleção foi inspirada no dia a dia do presídio, nos uniformes e nas questões culturais dos presidiários.

 

A Osklen, como sempre, arrasando! Seus tecidos finos, maleáveis e confortáveis, dessa vez foram veículo pra história e carreira de Tarsila do Amaral. Tudo começou com a “tela crua”, esboços e traços em preto bem tímidos. Com o passar das peças o vermelho foi ganhando forma para finalizar nas cores e estampas que todos nós já conhecemos bem. Destaque para as riscas de giz para homens e mulheres.

 

Já o estilista Ronaldo Fraga se inspirou nos trajes de praia dos anos 20. Maiôs mais cobertos e comportados, bodys trançados muito preto, rosa e cobre. Um destaque para o desfile dele foi a diversidade dos modelos. Gente de todo tipo na passarela mostrando que o mundo é de todos. Tá aí um dos papéis sociais da moda.

 

A coleção da Glória Coelho trouxe como tema as memórias quânticas do planeta e destacou, sobretudo, a sustentabilidade e a arte nos anos 60. Para isso, a estilista usou de bolsas de papel e sintéticas metálicas. Destaque para as texturas de aplicações de cetim, franjas e couro no Tule (incrível!). Nas cores, Glória usou e abusou do preto, do off-white, do vermelho, azul, verde militar e brilhante, o roxo e, por fim, o metálico. As peças apresentavam linhas retas, alfaiataria e body. Como sempre, surpreendentes.  

 

Para finalizar, Samuel Cirnasck teve como inspiração nada menos que a Hello Kitty. A personagem japonesa estava com o rosto bordado nas peças que traziam muita textura com pérolas, brilho, paetê, lantejoula, canutilhos e etc. O estilista apresentou também vestidos de festa com muita renda e bordado. Um luxo!

 

E é isso, pessoal! A moda, além de trazer muita arte, cultura e história, também tem um cunho social muito forte e importante. Ela deve ser inclusiva, debater temas do momento e transformar.

 

Espero que tenham gostado desse resumo de tanta coisa legal que tivemos nessa semana.

 

Beijos da Jujú e fiquem com algumas fotos que fiz para inspiração :)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

SOBRE MIM

Bem-vindos ao meu Blog! :)

1/1
Please reload

CATEGORIAS

Please reload

ÚLTIMOS POSTS

Please reload